SAÚDE É FUNDAMENTAL PARA QUALIDADE DE VIDA.

Saúde é um estado completo de bem-estar físico, mental e financeiro, conforme a Organização Mundial de Saúde – OMS (1946).

Por isso a saúde é um subgrupo de atividade do Bem-estar que envolve praticamente todos os itens dos 6 grupos da proposta de vida do Andante Digital. 

Fica dentro do grupo do Bem-estar, mas envolve: Comer de forma saudável, orgânica e vegetariana; Deslocar diariamente à pé ou de bicicleta, exercícios ótimos para a tua saúde; Educar conhecer e aprender com os antigos e com os novos, diferentes maneiras de viver de maneira física e psicológica; Morar numa cidade pequena ou no campo é fator de saúde, assim,  diminuindo o estresse, convivendo com pouca poluição e seguranca, acesso a produtos artesanais (Slow Food) e  Trabalhar online (remoto) com algo que gostamos de fazer ou um trabalho simples em pequena indústria, no comércio ou ainda como voluntário numa ONG (presencial), são situações que devem causar baixo estresse. Não esquecer de que uma vida mais simples e com menor custo nos possibilita, também a tão almejada saúde financeira. 

“Mens sana in corpore sano” do latim que quer dizer mente sadia em um corpo sadio pode ser sem dúvida a tua frase da saude.

Saúde preventiva (1.2.1), cuidar-se para não ficar doente, com os famosos chás da vovó, muito exercício físico de baixo impacto e uma vida com o mínimo de estresse são as fórmulas mágicas para uma vida cheia de saúde.

Na doença procure o “seu” médico generalista, aquele que te conhece a fundo e que tenha a sua filosofia de vida. E ele vai indicar, quando for o caso, um médico especialista que também tenha os conceitos de saúde que vocês adotaram.

Na próxima postagem vou falar do esporte não competitivo, aquele que você prática apenas pelo prazer de se superar dentro das suas possibilidades físicas.

Fontes e imagens: Carlos Pojo Rego, Pexels.

BEM-ESTAR: HIGIENE, SAÚDE E ESPORTE

Bem-estar (1) é o meu primeiro grupo de atividades, eles estão em ordem alfabetica. Tem 3 sub-grupos, higiene (1.1), saúde (1.2) e esporte (1.3).

Todas as 6 atividades tem foco voltado para a simplicidade, o baixo custo e por último mas não menos importante, a sustentabilidade, com produtos orgânicos, preferencialmente vegetarianos e que geram o mínimo de poluição para o nosso desgastado planeta. 

Na higiene pessoal, uso somente produtos sólidos, sem embalagem de plástico. Hoje podemos comprar, sabonetes, shampoos, condicionadores, desodorantes e pasta de dentes todos sólidos. Os preços ainda estão altos, mas acredito que devem abaixar conforme aumente a demanda.

Na higiene doméstica, sabão de coco em barra, para louças e peças íntimas de vestir (cuecas e calcinhas), estas últimas lavo sempre no chuveiro quando vou tomar banho. Para as outras peças do guarda roupa, uso as lavandarias automáticas.   A outra opção e ter uma máquina de lavar em casa, fica mais barato, mas não podemos esquecer da desvalorização dela e seu custo de manutenção, principalmente se tiver alguns anos de uso.

Saúde (1.2), a atividade mais complicada para planejar. Com o nosso sistema nacional de saúde, temos, para os que acreditam, pedir a Deus para termos muita saúde.

Ideal é um plano de saúde honesto, cada vez mais difícil. Tem alguns planos que têm as consultas com um valor menor do que os valores cobrados pelos médicos particulares e hospitalizacao pelo SUS.

O esporte (1.3), mesmo, como prática não competitiva, está ligado à saúde, mas vou colocá-lo como um outro subgrupo, pelas suas especificidades. Para mim, andar mais acelerado, pelo menos 1 hora por dia ou correr é o básico. Se você gosta de natureza as trilhas (trekking) e os acampamentos são perfeitos. Eu adoro andar de bicicleta (cicloturismo) e principalmente velejar, mas isso já vai exigir um investimento maior.

O Bem-estar é uma atividade, que sem dúvida está ligada a outros grupos de atividades, fica até fácil reconhecer, que comer (4), com qualidade, tem muito haver com a nossa saúde.

Fontes e imagens: Carlos Pojo Rego, Pexels.

COMA MAIS VEGETAIS, PARA SALVAR O PLANETA (2/26).

O documentário ambiental Cowspiracy: The Sustainability Secret e Seaspiracy (Netflix), do cineasta Kip Andersen, coloca o custo ambiental para o nosso planeta dos 80 mil milhões de animais anualmente que são criados e abatidos no mundo. Sobretudo devido aos terrenos necessários para criar e cultivar rações, seja soja, milho ou gramíneas.

Sem dúvida, essa é a principal causa de destruição de habitat, consumo e poluição de água, desflorestação e extinção de vida selvagem. Pois substitui a biodiversidade dos ecossistemas por monoculturas (soja, milho ou gramíneas) e mono-espécies (vacas, porcos ou galinhas).Por isso a redução no consumo de carne e laticínios é uma das formas mais eficazes de reduzir a nossa pegada, além de poder melhorar a nossa saúde.

Na próxima quarta, dia 26 de maio de 2021, tem mais uma postagem, a 3/26 – Poupe energia.

Fontes e imagens: National Geographic Portugal