Viagem para Guapimirim

Imagem Carlos Pojo Rego

Pirenópolis, GO, quarta-feira, 18 de janeiro de 2023. Uma manhã com cara de chuva ao acordar na honesta suite da Lai, que eu “alugo”. Desta vez nada paguei, pois Lai disse-me “não vais pagar nada, é pela nossa amizade”. Tenho que pegar o primeiro ônibus (autocarro)*, para começar minha longa viagem até Guapimirim, no Rio. Tomei café na Padaria da Patrícia, gastei R $11,59 e levei pão para meu café de agradecimento aos dias que trabalhei na pamonharia dos meus amigos. Fui para a rodoviária, às 9 horas, comprei a passagem,  R $62,00 e lembrei das muitas vezes que por ela passei, e percebi uma sensação diferente, Pirenópolis, tinha finalmente passado para o meu passado.

Brasília voltava para mim mais uma vez e na rodoviária comi um sanduíche com suco, R $21,90, fui a pé a um shopping recarregar as baterias do computador pessoal e celular (telemóvel)*, trocar meus únicos 20 euros, da minha “poupança internacional” e de metrô fui para a galeria do Hotel Nacional. 

Uma visão deprimente, hotel fechado, lembrei da sua decoração com cadeiras e poltronas de pé de palito dos anos 60, a sofisticada galeria do passado, hoje  com lojas fechadas ou mal cuidadas. Lembrei do cabeleireiro da minha mãe, acho que se chamava Coca, onde ela se embelezava e das lojas que os velhos e novos ricos frequentavam, estavam todos mortos e enterrados.

Mais uma vez tinha usado o aplicativo Buser para comprar a minha passagem e às 20 horas embarquei para Belo Horizonte e no dia seguinte faria a conexão para a cidade maravilhosa do Rio de Janeiro. Dormi a noite toda acompanhado dos meus anjos rodoviários.

Gastei R $95,49. O total acumulado no mês, até hoje, R $2.027,77

Uma boa noite.

Meu canal no YouTube: https://www.youtube.com/@andanteedigital

* As palavras que estão entre os parênteses e em itálico são a tradução do português de Portugal em relação às faladas no Brasil. Como tenho a dupla nacionalidade e vou morar em Portugal, já estou treinando (a treinar)*, o meu novo e belo português como é falado na terra de José Saramago.

Advertisement

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s