FERMANTAÇÃO NATURAL (LEVAIN)

Google

Para fazer o pão artesanal com fermentação natural, primeiro temos de fazer a massa lêveda (fermento natural)* ou Levain em francês, o fermento natural para pães, que leva apenas água e farinha, mas demora oito dias para ficar pronto. Vamos lá então!

Ingredientes:
120 gramas (1/2 chávena)** de farinha de trigo branca (marca Venturelli) sem fermento
80 mililitros de água.
(**) Veja na postagem como são estas medidas: clique aqui > Medidas caseira.

Modo de Preparo:
No primeiro dia, misture um pouco de farinha e água para fazer uma bolinha do tamanho de uma bolinha de gude. Em seguida, coloque a bolinha num pote de vidro com água limpa. Depois, tampe o pote, guarde-o fora da geladeira. Deixe a bolinha na água até o dia seguinte

Durante os próximos cinco dias, repita o seguinte ritual: ponha um pouco de farinha num prato, pesque a bolinha da água e role na farinha. Modele. Troque a água do copo, ponha a bolinha, tampe o pote e deixe até o dia seguinte. Se ela se desfizer um pouco, recolha as partes, junte, reforce a farinha: não jogue fora.

Hora de transformar a bolinha em massa. Ponha numa vasilha de vidro 80 ml de água (parte da água do pote e parte de água limpa), 100g de farinha de trigo branca sem fermento e a bolinha. Misture. Tampe e deixe até o dia seguinte, fora da geladeira.

Reforme novamente o fermento, com as mesmas quantidades. Ponha o fermento numa vasilha, misture 80 ml de água limpa e 100g de farinha. Mexa com uma colher, tampe e espere até o dia seguinte, quando o levain estará pronto para ser usado.

Lave tudo que usastes quando acabar de fazer o fermento natural, seque e guarde todos os utensílios no mesmo local de sempre. Lembre dos 5 “S” (Seisu).

Tempo de preparo:
8 dias, mas só vais gastar uns quinze minutos por dia.

Porções:
Para fazer vários pães.

Equipamentos e utensílios para o preparo e guarda:
Um prato, um pote de vidro, reutilizado com tampa e o frigorífico (geladeira)**.

(*) Busco sempre escrever com o falar de Portugal com a tradução para o português do Brasil, em itálico e entre parênteses. Como tenho a dupla nacionalidade (brasileiro e português), mas como vivi a minha vida, até agora no Brasil, busco aprender esse falar tão bonito das terras além mar de Camões, Fernando Pessoa e José Saramago.

Advertisement

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s