CHÁ DAS CINCO

Imagem de jürgen Scheffler por Pixaba

A primeira coisa para tu saberes sem precisar ser um Sommelier de Chá​ é a diferença entre um chá e uma infusão. Sempre é bom conhecer um pouco sobre chá, está bebida perfumada e muito gostosa.

Para poderes chamar de “chá” puros ou blends de chá, apenas as bebidas feita a partir da Camellia Sinensis, planta típica das florestas da China e Índia, mas que hoje são plantadas em alguns lugares com clima parecido com o Brasil. E as infusões, bem elas são todo o “resto” como o de camomila, hortelão ou qualquer outra planta ou raiz. As infusões são ótimas e trazem benefícios para a nossa saúde.

As categorias de chá são:

Chá Branco: não fermentado, produzido folhas mais novas e frescas – por isso o sabor e aroma são bastante leves (pouco perceptível para quem não está acostumado a tomar chá) e costuma ser mais caro.

Chá Verde: as folhas sofrem pouca oxidação e ele é bastante comum na China e Japão – pela proximidade com o mar, os chás japoneses costumam ter um sabor mais salgado!

Chá Oolong: tem oxidação mediana, ficando entre o chá verde e o preto. Tem sabor mais amargo e levemente adocicado. É rico em antioxidantes, minerais como o cálcio, potássio, selênio, cobre e manganês, vitaminas dos tipos A, B, C, E e K.

Chá vermelho ou Pu Erh: é um chá que sofre uma “pós fermentação”. Ao contrário da maioria dos chás, o Pu ehr é tradicionalmente compactado e envelhecido – como vinho mesmo –  por pelo menos alguns anos antes de ser consumido. O sabor é bastante terroso e úmido. Um Pu-erh mais antigos a custar verdadeiras fortunas! Acredita-se que ele é o chá mais indicado para ajudar na digestão.

Chá Preto: Sempre foi o chá preferido dos ocidentais e por isso é bastante produzido para exportação. É o chá mais consumido na Índia e Inglaterra. Geralmente os chás de saquinho são feitos com chá preto, mas no saquinho são usadas folhes de pior qualidade e todo o processo é feito com máquinas. O chá preto de boa qualidade é produzido manualmente e com folhas melhores: elas ficam expostas para oxidar, depois são enroladas e, finalmente, secas em bandejas quentes.

Fonte: imagem e texto da Casa Vogue.​

O chá é a tarde às 16 horas, se quiser ser mais tradicional, espere até as cinco horas e tenhas um “Five o’clock tea”, típico inglês. Na Inglaterra serve-se chá com sanduíches, pães doces e bolos.​ A tradição começou no século XIX, com a duquesa de Bedford. Ela se queixava do vazio no estômago que sentia no final da tarde e, para enganar a fome, passou a tomar uma xícara de chá e fazer um pequeno lanche. 

O chá pode ser feito com o saché de papel, comprado com várias unidades em uma caixa ou com um infusor com cabo ou sem, pode ter uma corrente, que aliás eu prefiro, pois terás chás de ótima qualidade a granel, são mais caros mas os sabores e perfumes são incríveis. Depois basta encher o difusor com o chá escolhido a granel. Eu adoto beber o chá, acho que peguei este vício com a minha mãe, que adorava o seu chá a tarde sempre acompanhado com um bolo, torradas, geleias ou biscoitos.

Advertisement

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s