PESSOAS FELIZES NÃO PRECISAM CONSUMIR

Serge Latouche, filósofo, nascido na França há 70 anos, o ideólogo do decrescimento, estudou como nossa sociedade criou uma religião em torno do crescimento e do consumismo. Latouche salienta que o ritmo atual de crescimento da economia global é tão insustentável como a deterioração e a falta de recursos no planeta.

Na sua opinião, se a queda do crescimento não for controlada, “a queda que já estamos experimentando” será o resultado do colapso de uma forma insustentável do capitalismo, e também será excessiva e traumática.

A partir de um projeto qualificado como “ecossocialista”, além de consumir menos, a sociedade deve consumir melhor, para qual propôs que se produzisse perto de onde mora e de forma ecológica evitar que por qualquer fronteira circule milhares de caminhões transportando comida.

Ele lembra com um louvor ao estoicismo representado por Sêneca: “A felicidade não é alcançada se não podemos limitar nossos desejos e necessidades.”

Fontes e Imagens: Pensar Contemporâneo 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s